Como adestrar um gato filhote

Uma das perguntas mais feitas por aqueles que estão pensando em comprar ou adotar um bichano é como adestrar um gato filhote? Afinal um gato bem orientado além de ser mais fácil de cuidar, manterá o ambiente mais limpo, será ainda mais divertido e, pasmem, saberá se comunicar melhor com o dono. Leia integralmente o artigo e conheça todos os detalhes a respeito desse tema tão interessante.

Para aprender a como cuidar de gatos, seja filhote ou não, num primeiro momento pode parecer complicado, fazendo com que muitos até desistam de comprar ou adotar um bichano exatamente por achar que não conseguirá ensiná-lo, mas teremos a oportunidade de comprovar aqui como esse é um medo infundado.

Quanto mais cedo melhores

 Alguns manuais ainda teimam em afirmar que o adestramento dos gatos filhotes só deve começar após os primeiros meses de vida, quando ai teria condições mentais de apreender aquilo que lhe for ensinado, o que não é verdade, pois quanto mais cedo começar melhor é!

Acreditamos que a fase correta para começar a adestrar seu gatinho seja após a fase de desmame, ou seja, assim que ele começar a se alimentar só com a ração. E isso deve acontecer após a quarta semana de vida do gato.

A primeira técnica a ser ensinada

como cuidar de gatos

 Obviamente, a primeira técnica a ser ensinada ao filhote é a questão das necessidades. Isso facilitará muito pois você poderá ensinar todos os outros truques num ambiente limpo e agradável.

Nesse caso a primeira coisa que deverá fazer é adquirir uma caixa sanitária para gatos e sua respectiva areia. Depois, entenda que o gato, assim como o cachorro, gosta de demarcar território, por isso é muito comum que volte ao local que fez as necessidades pela última vez para confirmar a marcação.

Sendo assim, é necessário um pouco de paciência pois você deverá limpar imediatamente as fezes ou urina do gato feitas em local errado, fazendo-o esquecer desses ambientes como sanitários e recolher uma pequena fração disso e colocar na caixinha sanitária dele.

Com o tempo ele só sentirá esse cheiro peculiar lá e elegerá apenas esse local para fazer suas necessidades.

Não deixe que ele sinta sua falta

 Outro adestramento interessante para um gato filhote é fazer com que ele se torne independente como um bom gato deve ser, por isso ele não deve ficar sentindo sua falta o tempo inteiro, isso não é bom nem para ele e nem para você! Por isso, acostume-o desde cedo a não fazer da sua ausência um drama!

Brinque com ele bastante, mas sempre quando estiver próximo de sair, aproximadamente uma hora antes, deixe-o sozinho, não o fique bajulando e o principal: nem se despeça do bichano. Isso fará com que não desperte o sentimento de falta, facilitando e muito a criação.

Adestrando e brincando

 É claro que existem muitas outras técnicas de adestramento interessantes e estamos aqui passando as mais importantes! Já falamos da parte sanitária, abordamos também a independência e é hora de falarmos da diversão em si!

Acostume seu gato com brinquedos lúdicos, desafiantes e que desprendam energia, tais como: a bolinha suspensa e a recompensa em níveis.

Amarre uma bolinha no barbante e deixe a ponta da corda presa de forma que fique ligeiramente suspensa, isso bem próximo da cama do filhote. Balance a bolinha e o estimule a se exercitar!

Se você ainda tem alguma dúvida sobre como cuidar do seu bichinho, assista ao vídeo abaixo:

Deixe um petisco em cima de uma mesa (caso não veja problemas do felino subir nela) e uma cadeira de apoio do lado. O filhote ficará muito feliz com a missão de subir na cadeira e depois tentar pular na mesa para pegar o petisco.

Acesso o nosso site parceiro: atacado.com

Existe uma idade mínima para cirurgia? E qual a diferença de homem para mulher?

Não tecnicamente, mas muitos especialistas preferem esperar até que o candidato tenha pelo menos 25 anos de idade. Muitas pessoas pensam que o transplante é melhor para os jovens. Isso ocorre porque os resultados são melhores no caso leve de calvície. Mas isso não é verdade. É importante avaliar como a calvície progride ao longo de sua vida e se os fios implantados parecerão naturais no futuro.

Imagine um homem de 20 anos que começa a sofrer de perda de cabelo e decide implantar o cabelo. Os fios implantados são saudáveis ​​e ficam lá pelo resto da vida, mas o cabelo que nasce nessa área continua a cair. Dentro de alguns anos, ele pode colocar uma frente de transplante sólida e saudável na frente e uma área careca logo atrás. Isso é terrível?

A falta de tal plano requer transplantes capilares corretivos no futuro para muitas pessoas. Para evitar esse risco, há uma ideia de que há pelo menos um prognóstico de como o quadro deve se desenvolver no futuro para a cirurgia de transplante, em que a calvície já esteja estabilizada durante a cirurgia ou que possa manter resultados satisfatórios no futuro.

Um bom exercício é ver as pessoas da sua família e imaginar que a calvície se desenvolverá da mesma forma que a pessoa mais afetada. Então você pode dizer com segurança “Estou evitando o pior”. Se você já está perto da pessoa, pode fazer o trabalho sabendo que não deve fazer mais do que isso. Ou, se você ainda estiver longe, você pode querer tentar outro tratamento antes de considerar o transplante, ou planejar uma cirurgia já planejada com o seu médico para obter resultados mais naturais e duradouros.

Lembre-se que a quantidade de fio na área doadora é limitada. Se você não quer perder tempo, não espere muito tempo para fazer o transplante capilar, ou você pode sentir pena de si mesmo mais tarde.

O transplante capilar feminino é diferente do masculino?

O procedimento é o mesmo, mas a cirurgia nem sempre é uma opção interessante para as mulheres.

Calvície feminina geralmente se espalha sobre o couro cabeludo e às vezes atinge a parte de trás da cabeça. Neste caso, a área doadora não pode esperar a mesma resistência e resistência que a calvície masculina, e os fios implantados podem eventualmente se perder com o tempo.

Além disso, os implantes usam esse fio para preencher a parte “rara”, que serve para remover o fio na área densa. Se a perda de cabelo for distribuída pela cabeça e as densidades forem semelhantes em todos os locais, a cirurgia perderá seu propósito. A ideia é avaliar o médico, analisar o caso e dizer se o procedimento é benéfico para você.

Os implantes capilares de câncer continuam sendo uma excelente opção:

  • Perda de cabelo traqueal (corte excessivo da sobrancelha ou uso de um penteado muito duro, como bandana, couro cabeludo ou escorregadores), queimaduras ou outros traumas;
  • Cirurgia plástica ou outra onde o fio próximo à cicatriz está danificado;
  • Calvície no mesmo padrão que o homem(mantendo áreas mais localizadas e fios atrás da cabeça, área doadora).
  • Reduzindo a área da testa (o cabelo é naturalmente muito alto);
  • Um quadro estável de  alopecia cicatricial e tricotilomania.

Levantamento topográfico antes da Terraplanagem

Topografia para terraplanagem
Terraplanagem Curitiba

Realizado por um topógrafo antes de iniciar qualquer tipo de construção, a pesquisa topográfica consiste em preparar uma planta na área com base na informação medida no solo,  distâncias e diferenças de nível. Esse trabalho serve como base para a realização dos outros projetos. Daí a sua importância.

Ao contratar este tipo de serviço, a confiança e a capacidade técnica pesam muito. No final, uma pesquisa ruim pode trazer milhões de reais de danos.

Importante estar  ciente antes de contatar um topográfo para sua terraplangem , não é contratar visando o menor preço, mas pela capacidade técnica da empresa. Outra recomendação é verificar se o topógrafo se registrou no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea).

Certificarse que no contrato, a descrição do equipamento a ser utilizado deve estar presente, bem como informações como o tipo de plano a ser realizado, o prazo de execução do serviço e a forma de pagamento.

Os tipos mais comuns de levantamento topográfico são planimétricos e planimétricos. No primeiro, o topógrafo tire as medidas do comprimento e largura do terreno. No segundo tipo, além de medidas de comprimento e largura, o topógrafo também estipula diferenças de altura, inclinação do terreno e nivelamento. “O planimétrico é usado apenas para a eventual rectificação da área. Para a execução do trabalho de terraplanagem e ecavações e drenagem do solo, para a necessidade de mais informações, precisamos do levantamento planialtimétrico”, revela Terraplanagem Curitiba.

“Uma boa pesquisa topográfica é essencial para evitar custos desnecessários e, com este estudo, podemos visualizar os níveis de terra e adaptar-se, por exemplo, novos custos  na implementação do projeto, otimizando os custos de preparo do aterro, contenção e fundações”.

Este video é para você entender melhor o trabalho de topografia para uma boa Terraplanagem.