Como adestrar um gato filhote

Uma das perguntas mais feitas por aqueles que estão pensando em comprar ou adotar um bichano é como adestrar um gato filhote? Afinal um gato bem orientado além de ser mais fácil de cuidar, manterá o ambiente mais limpo, será ainda mais divertido e, pasmem, saberá se comunicar melhor com o dono. Leia integralmente o artigo e conheça todos os detalhes a respeito desse tema tão interessante.

Para aprender a como cuidar de gatos, seja filhote ou não, num primeiro momento pode parecer complicado, fazendo com que muitos até desistam de comprar ou adotar um bichano exatamente por achar que não conseguirá ensiná-lo, mas teremos a oportunidade de comprovar aqui como esse é um medo infundado.

Quanto mais cedo melhores

 Alguns manuais ainda teimam em afirmar que o adestramento dos gatos filhotes só deve começar após os primeiros meses de vida, quando ai teria condições mentais de apreender aquilo que lhe for ensinado, o que não é verdade, pois quanto mais cedo começar melhor é!

Acreditamos que a fase correta para começar a adestrar seu gatinho seja após a fase de desmame, ou seja, assim que ele começar a se alimentar só com a ração. E isso deve acontecer após a quarta semana de vida do gato.

A primeira técnica a ser ensinada

como cuidar de gatos

 Obviamente, a primeira técnica a ser ensinada ao filhote é a questão das necessidades. Isso facilitará muito pois você poderá ensinar todos os outros truques num ambiente limpo e agradável.

Nesse caso a primeira coisa que deverá fazer é adquirir uma caixa sanitária para gatos e sua respectiva areia. Depois, entenda que o gato, assim como o cachorro, gosta de demarcar território, por isso é muito comum que volte ao local que fez as necessidades pela última vez para confirmar a marcação.

Sendo assim, é necessário um pouco de paciência pois você deverá limpar imediatamente as fezes ou urina do gato feitas em local errado, fazendo-o esquecer desses ambientes como sanitários e recolher uma pequena fração disso e colocar na caixinha sanitária dele.

Com o tempo ele só sentirá esse cheiro peculiar lá e elegerá apenas esse local para fazer suas necessidades.

Não deixe que ele sinta sua falta

 Outro adestramento interessante para um gato filhote é fazer com que ele se torne independente como um bom gato deve ser, por isso ele não deve ficar sentindo sua falta o tempo inteiro, isso não é bom nem para ele e nem para você! Por isso, acostume-o desde cedo a não fazer da sua ausência um drama!

Brinque com ele bastante, mas sempre quando estiver próximo de sair, aproximadamente uma hora antes, deixe-o sozinho, não o fique bajulando e o principal: nem se despeça do bichano. Isso fará com que não desperte o sentimento de falta, facilitando e muito a criação.

Adestrando e brincando

 É claro que existem muitas outras técnicas de adestramento interessantes e estamos aqui passando as mais importantes! Já falamos da parte sanitária, abordamos também a independência e é hora de falarmos da diversão em si!

Acostume seu gato com brinquedos lúdicos, desafiantes e que desprendam energia, tais como: a bolinha suspensa e a recompensa em níveis.

Amarre uma bolinha no barbante e deixe a ponta da corda presa de forma que fique ligeiramente suspensa, isso bem próximo da cama do filhote. Balance a bolinha e o estimule a se exercitar!

Se você ainda tem alguma dúvida sobre como cuidar do seu bichinho, assista ao vídeo abaixo:

Deixe um petisco em cima de uma mesa (caso não veja problemas do felino subir nela) e uma cadeira de apoio do lado. O filhote ficará muito feliz com a missão de subir na cadeira e depois tentar pular na mesa para pegar o petisco.

Acesso o nosso site parceiro: atacado.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *